Um pouco da história do Prêmio Sorocaba de Música

 

Tudo começou em 2006, ou melhor, nos anos 60/70, quando Sorocaba promovia vários Festivais de Música, mas em particular e o mais importante, o Festival Nacional de Música Popular Brasileira do Recreativo, onde participavam compositores como Milton Carlos, Sérgio Sá, Isolda, Genésio Sampaio, Ardélio Del Cistia (Crispim), Celso Viáfora, e muitos outros.

O número de músicas superava a marca de mil inscrições e vinha de todos os cantos do Brasil. O primeiro lugar recebia um carro 0 km.

Esse movimento tão importante à criação e renovação da música nunca saiu da cabeça do produtor cultural, músico e compositor, João Caramez.

Entretanto, o Festival não podia se limitar a um estilo de música. Tinha de haver mais ousadia e liberdade e então nasceu o Prêmio Sorocaba de Música (Festival de Música Brasileira Livre).

Para dar mais sustentação ao evento, João Caramez procurou pelo Maestro, Multi-Instrumentista, Compositor, Arranjador, Escritor e Cantor "Zé Rodrix", que prontamente aceitou ser o Presidente do Júri, principalmente pelo formato do Festival, que abria oportunidade para todos os estilos de música. Por três anos consecutivos, "Zé Rodrix" foi o Presidente e Incentivador do Prêmio Sorocaba de Música.

Após o falecimento do querido amigo e orientador "Zé Rodrix", o seu parceiro de música "Tavito", também grande Músico, Compositor e Cantor, comandou a Presidência do Júri por mais três anos.

A partir da 7ª. Edição do Prêmio Sorocaba de Música, assumiu o comando do Jurí o talentoso "Zé Renato" - Músico, Compositor , Cantor e fundador do Grupo BOCA LIVRE.

Na Oitava e Nona Edição o Presidente do Júri FRANCIS HIME, Maestro, arranjador, compositor e cantor, conhecido mundialmente.

Wandi Doratiotto , ator,escritor apresentador, compositor, músico, criador do Grupo Musical Premeditando o Breque,sucesso nos 70, fazendo uma renovação na música paulistana, foi o Presidente do Júri, na Décima Edição.

Perto de 5.000 músicas inscritas já foram inscritas nas dez Edições do “PRÊMIO”. Atualmente, o Prêmio Sorocaba de Música recebe por edição mais de 400 músicas para serem selecionadas, vindas de vários cantos do Brasil. Compositores de sucesso e iniciantes almejam participar do evento pelo formato, seriedade, popularidade e o prêmio.

Todas as apresentações aconteceram no Teatro Municipal Teotônio Vilela – o Espaço Cultural mais nobre da Cidade – fato que valoriza o espetáculo, os músicos e o público.

Ganhadores do PRÊMIO SOROCABA DE MÚSICA já fazem sucesso no Brasil

Os sorocabanos João Leopoldo, Carlos Madia, Hugo Rafael, Julinho Paz , Livinho e Paula Cavalciuk, entre outros, que já fazem sucesso, citam em seus currículos a participação no PRÊMIO SOROCABA DE MÚSICA.

De outros locais, como Dani Black - que esta em carreira solo e com músicas gravadas por Maria Gadú; Pedro Viáfora e Pedro Altério - sucesso com o Grupo “5 A SECO”; Paulo Monarco – premiado no FENAC; João Guarizo, Duda Brack, Regina Dias, Bruna Moraes , Demetrius Lulo, Paulo Novaes, Edu Capello e Diego Moraes entre outros, tem o PRÊMIO SOROCABA DE MÚSICA como referência.